Assembleia Municipal de Lisboa aprecia conjunto de petições

A Assembleia Municipal de Lisboa reuniu no passado dia 30 de outubro numa sessão marcada pela apreciação de várias petições.

A Deputada Municipal e Presidente da Junta de Freguesia de Benfica, Inês Drummond, interveio no âmbito da Petição 10/2018 – Mais estacionamento em Benfica, reconhecendo efetivamente que existem problemas de estacionamento na freguesia, mas recordou a Assembleia para o facto que, quer a Junta de Freguesia, quer a Câmara Municipal, nos últimos anos criaram e regularizar centenas de lugares de estacionamento em toda a freguesia. Por fim, mostrou a sua disponibilidade, tal como recomenda a 8ª Comissão, para estudar e procurar juntamente com a CML, diferentes soluções para este problema.

Adiante, o Deputado Municipal João Valente apresentou o parecer e as recomendações da 2ª e 7ª Comissão, no âmbito da Petição 12/2018 – Benfica é Lisboa, Em defesa do Comércio Tradicional de Benfica e da Identidade Local. Assim, lembrou que as Comissões propõem que a Câmara Municipal de Lisboa, em colaboração estreita com a UACS e com as Juntas de Freguesia da cidade, incentive o movimento associativo dos comerciantes locais a uma participação mais concertada nesta matéria, fomentando uma política de proximidade, bem como que as iluminações de natal da cidade de Lisboa, sigam, a exemplo da política de descentralização cultural implementada pela EGEAC, um progressivo alargamento sustentado para as áreas mais periféricas da cidade, envolvendo os principais atores no processo e criando novas formas de patrocínio e fomento das iluminações festivas na cidade.

Ainda sobre a mesma petição a Deputada Municipal e Presidente da Junta de Freguesia de Benfica, Inês Drummond, reiterou ainda a importância das propostas de recomendação da 2ª e 7ª Comissão Permanente.

Na apreciação da Proposta do Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil de Lisboa o Deputado Municipal José Leitão considerou que a aprovação deste Plano é mais um passo muito importante no sentido do reforço da Proteção Civil da Cidade, mesmo sabendo nós, que esta é uma tarefa interminável numa Cidade, que se desenvolve ao ritmo com que Lisboa o faz.

Por fim, no âmbito da apreciação da Proposta 327/CM/2018- Qualificação como estruturante de um conjunto de vias da Cidade, para efeitos de gestão e manutenção de arvoredo e outras espécies arbóreas e arbustivas e dos espaços verdes, o Deputado Municipal José Borges, saúda esta proposta que permite garantir e harmonizar a gestão arbórea no eixo Restauradores-Campo Grande. Este é um ato de clarificação e não de retrocesso.