Declarações Políticas na Assembleia Municipal de Lisboa

A Assembleia Municipal de Lisboa reuniu no dia 2 de abril em sessão extraordinária dedicada a Declarações Políticas. Pela bancada do Partido Socialista, a Deputada Municipal Alexandra Mota Torres recordou a todos que entrou vigor no dia 1 o passe intermodal único municipal e metropolitano. 
Do amplo consenso gerado da Área Metropolitana de Lisboa, numa liderança clara e determinada de Fernando Medina, resultou uma política pública de transporte, que vai permitir realizar uma velha e justa aspiração daqueles que todos os dias utilizam os transportes públicos para se deslocar neste território da grande Lisboa. 
Uma convição que se tornou projeto, um projeto que se concretizou! 
O Partido Socialista tem preocupações antigas e de forte coerência que apontam para estratégias que promovem o transporte público de qualidade, a implementação de novos conceitos de mobilidade ou a expansão da mobilidade eléctrica e a profunda necessidade de redução do número de veículos a entrarem na cidade de Lisboa. 
Depois de um período de grande desinvestimento neste sector, criminoso aliás, é encorajador perceber que de novo se valorizam e se modernizam as empresas de transporte público, sendo evidente que é preciso articulação e planeamento para melhorar a oferta e torná-la diversa. 
Esta medida faz prever que aumente em 55 mil os utilizadores de transportes públicos e, assim, retirar cerca de 42 mil automóveis da capital e, aliada ao uso cada vez mais frequente da rede de bicicletas e trotinetas partilhadas, como elementos fundamentais de mobilidade suave, certamente estão a contribuir para aumentar a sustentabilidade ambiental. 
Porque Lisboa tem estado na dianteira desse desafio global, a Câmara Municipal foi galardoada pela Comissão Europeia com o prémio da Semana da Mobilidade, que reconheceu a forte visão de Lisboa para promoção de uma “cultura de mobilidade sustentável e o esforço de comunicação dinamizado pelo município, em colaboração com os vários parceiros ligados aos transportes, para mudar o paradigma da mobilidade na cidade e consciencializar os cidadãos para a utilização de modos de transporte alternativos ao automóvel particular”. 
O Grupo Municipal do Partido Socialista, associa-se ao executivo da Câmara Municipal de Lisboa na obrigação de se comprometer com as gerações vindouras na construção da “aldeia global” mais inclusiva, justa e sustentável. 
A isto chama-se governar a cidade para as pessoas! 
Por fim, afirmou ainda que, o Partido Socialista sabe que este é um longo percurso e uma imensa transformação do paradigma da mobilidade na Área Metropolitana de Lisboa, que nos faz ter orgulho e querer seguir viagem!