PS consegue consenso em Moção por uma Lei de Bases da Habitação

A Assembleia Municipal de Lisboa reuniu no dia 22 de janeiro numa sessão dedicada a Declarações Políticas.

Nesse âmbito, a Deputada Municipal Carla Madeira afirmou que “todos temos que ser agentes da mudança!” Lisboa tem registado uma transformação invulgar em vários domínios, quer pela estratégia política municipal que tem vindo a ser implementada, no sentido de tornar a cidade mais moderna, sustentável, coesa e cosmopolita, quer pelo aumento e fortalecimento das dinâmicas económicas, as quais encontram no turismo o seu principal catalisador. É necessário criar uma “cultura verde”, onde as más práticas cívicas e ambientais, sejam socialmente criticadas, e punidas institucionalmente, e, por outro lado, que fomente e desenvolva, uma responsabilidade coletiva e individual, em prol de um bem comum.
Enquanto Presidente de uma das Juntas de Freguesia onde mais lixo é produzido per capita, mas onde não aceito que, por isso, seja das mais sujas quero manifestar o meu total empenho, e completa disponibilidade, para que Lisboa seja cada vez mais, sinónimo de Cidade limpa, Cidade cuidada, e Cidade segura. A CML está a fazer o seu papel, e tem revelado uma capacidade invulgar neste domínio, tornando Lisboa, um exemplo reconhecido a nível do municipalismo nacional e europeu.

Ainda nas Declarações Políticas, e no âmbito da intervenção do PCP sobre a sua Moção n.º 050/01, por uma Lei de Bases da Habitação, o Deputado Municipal André Couto saudou a abertura do Partido Comunista para acolher um conjunto de alterações e assim se tivesse alcançado um amplo consenso à esquerda, numa matéria tão importante, e na qual todos ambicionam fazer mais e melhor.

No âmbito da apreciação da Proposta 001/PCP/2019 – Pela reversão da privatização dos CTT, por um serviço postal público e de qualidade, o Deputado Municipal Silvino Correia lembrou a importância dos balcões dos CTT para as populações. É preciso estar no terreno para conhecer a realidade, e perceber a relevância vital destas estações, e dos serviços que ela fornecem. É essencial garantir a universalidade do serviço, bem como o acesso de todos.